Prefeitura inicia operação ‘pente fino’ para combater a dengue

A Prefeitura Municipal inicia nesta segunda-feira, uma operação ‘pente fino’ para combater a dengue em Corumbá. O trabalho será feito de casa em casa, em regiões consideradas críticas, e será desenvolvida por 114 agentes de endemias e comunitários de saúde que, durante toda a semana, vão intensificar as ações para eliminação de focos do mosquito Aedes aegypti, n o sentido de se evitar uma epidemia da doença na cidade.

A estratégia foi adotada pela Secretaria Executiva de Saúde Pública, após fechamento de uma pesquisa de índice de infestação predial do mosquito transmissor da dengue. O resultado, segundo Viviane Ametlla, gerente de Vigilância em Saúde. É alarmante em algumas regiões, “apesar de termos fechado com 1,35% na cidade”, informou.

Este percentual fica apenas 0,35% acima do índice aceitável pela Organização Mundial de Saúde. Com as chuvas de forma mais intensa, segundo Viviane, seria até motivo para se comemorar. Mas, há setores da cidade onde a incidência está bem acima do tolerável.

Ela confirmou que o centro, por exemplo, no setor quatro, que compreende o trecho entre as ruas Frei Mariano e 21 de Setembro, da Porto Carreiro até as margens dos trilhos, o mês de novembro foi fechado com 20% de infestação.

“É um índice altíssimo e preocupante. Estamos fazendo uma checagem para detectar possível erro. Mas, não podemos esperar. Temos que agir rápido e é isto que faremos”, explicou, informando um arrastão em toda a área, de segunda a sexta-feira da próxima semana, com os agentes visitando casa por casa, no sentido de eliminar os focos e orientar os moradores.

No trecho, 274 casas foram visitadas. Os agentes coletaram 275 larvas de mosquito e 248 eram do Aedes aegypti. Grande parte estava em vasos de plantas, lixo em fundos de quintais e sucatas.

“Apesar das intensas campanhas nos meios de comunicação, a população ainda não se conscientizou da necessidade de eliminar estes focos, para evitarmos a doença. A Prefeitura tem feito sua parte e vai reforçar as ações na segunda, com este pente fino. No entanto, precisa do apoio da população para evitar avanço da doença”, reforçou.

Outras regiões

Além desse setor, outro local no centro da cidade com índice alto está próximo à escola estadual Maria Leite. Levantamento apontou índice de 6,98%. Também será desencadeada uma ação ‘pente fino’ na área.

Viviane explicou que, simultaneamente, os agentes irão trabalhar os bairros Guatós (1,80%), Guanã (3,67%), Kadwéus (2,17%), Nova Corumbá (3,27%), Centro América (1,83%), Cravo Vermelho (1,58%) e o Cristo Redentor (1,01%).

Neste último bairro, a gente explicou que, apesar do índice estar baixo, aumentou o número de notificações e por isto mesmo, optou-se por estender a ação na região.

Conforme Viviane, nas últimas duas semanas, houve aumento do caso de notificações na cidade. Chegou a 24, mas nenhum caso confirmado. No ano todo, já ocorreram 431 notificações, com 51 casos de dengue.

O trabalho será desenvolvido durante toda a semana, por zoneamento. Os 114 agentes serão divididos em 57 equipes. “Teremos sempre um agente de endemias e um agente comunitário. Serão pessoas que atuam no próprio setor para fazer com que eles conheçam os moradores, criando vínculos com eles”, disse a gerente.