Manutenção garante tráfego contínuo e seguro na Estrada Parque

 Prefeitura de Corumbá

  
Estrutura garante uma viagem tranquila pela Estrada Parque

Trafegar na Estrada-Parque tornou-se mais seguro e o ano todo, graças a manutenção do leito natural e das pontes de madeira mantida pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos). O grande problema da via era o longo período sem recuperação dos trechos destruídos pela chuva e atoleiros.

Mesmo com as chuvas que caíram nas últimas semanas e o intenso movimento de caminhões transportando gado comercializado nos leilões que ocorrem na região da Nhecolândia, a estrada encontra-se em excelentes condições. O mesmo ocorre com as pontes. Apenas uma, no km 34 da MS-184, está em reforma.

O diretor-executivo da Agesul em Corumbá, arquiteto Luiz Mário Anache, informou que por ordem do governador André Puccinelli está sendo mantido um acampamento com maquinários no entorno da estrada para atender os trechos críticos na MS-184, onde existe concentração de areia. Quando chove, surgem atoleiros.

“Estamos dando atenção especial nesse período de piracema, quando cessa a pesca e os turistas procuram mais a Estrada-Parque para contemplar suas belezas naturais”, disse Anache. Segundo ele, o outro trecho da unidade de conservação, servido pela MS-228, é menos problemático porque a pista está encascalhada.

A ação do Governo do Estado animou o trade turístico, que sempre reclamou do abandono da estrada. O proprietário do Parque Hotel Passo do Lontra, João Venturini, destacou que o apoio da Agesul fortalece a atividade e dá maior credibilidade ao destino, onde a questão do acesso era um dos entraves para atrair o turista.

“Hoje não temos apenas restauração do acesso, mas sua manutenção, o que é uma garantia para quem compra um pacote e para o empreendedor”, disse Venturini, uma das lideranças da região e pioneiro em ecoturismo no Pantanal. “Hoje contamos com respaldo do Estado e também da Prefeitura de Corumbá”, ressaltou.