CAPS-AD fecha primeiro ano de atendimento com balanço positivo

 Prefeitura de Corumbá

  
Atividade na manhã de hoje marcou fechamento do primeiro ano de atendimento do centro

O Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas (CAPS-AD) fechou hoje, terça-feira, o seu primeiro ano de atividades em Corumbá, de forma positiva. Com 280 pacientes cadastrados, a instituição desenvolveu uma série de atividades durante 2008, cumprindo um papel importante no atendimento a pessoas com dependência química, buscando a sua reintegração social e profissional.

Segundo a psicóloga Silvia Freire, coordenadora do CAPS-AD, os trabalhos desenvolvidos durante 2008, apresentaram “bons resultados”. Ela explica que, dos 280 cadastrados, que buscam apoio de forma esporádica, 15 são considerados pacientes intensivos e outros 30 não intensivos. O percentual, no entender dela, é muito bom, em se tratando de recuperação de pessoas com dependências químicas (drogas e álcool).

Ela lembra que não são somente os dependentes que são atendidos no centro. Os familiares também participam das atividades. “Temos casos de pessoas, dependentes, que deixaram o tratamento, mas a família continuou participando, através do acompanhamento em grupo”, diz, lembrando que a presença dos familiares é fundamental para sucesso do tratamento.

Retrospectiva

Nesta terça-feira, as atividades no CAPS-AD se dividiram em uma reunião com integrantes da Pastoral da Sobriedade, seguida de uma apresentação de todas as atividades ocorridas no ano. “Uma retrospectiva que mostra o balanço de tudo que fizemos e com as presenças de familiares”, disse Silvia.

Ela lembra que o trabalho é desenvolvido por uma equipe composta por 12 pessoas, inclusive com profissionais da área de medicina, um clínico e um psiquiatra. Conforme a coordenadora, foi o fechamento positivo de um trabalho voltado para recuperação e reintegração dos pacientes à sociedade.

O CAPS-AD é um centro mantido pela Prefeitura de Corumbá, através da Secretaria Executiva de Saúde Pública. Presta serviço ambulatorial e de atenção psicossocial e a procura pelo tratamento pode ser por livre e espontânea vontade, acompanhada por familiares ou determinação judicial.

A unidade fica na rua Cabral, 1208, entre a 7 de Setembro e 15 de Novembro, e funciona das 7h às 17h, de segunda a sexta-feira. Oferece tratamento medicamentoso para co-morbidades e outras seqüelas, em conseqüência ao uso abusivo de substâncias psicoativas e álcool.

Também são desenvolvidas atividades em oficinas terapêuticas, visando elevar a auto-estima e confiança do dependente químico. São promovidas oficinas Terapêuticas, atendimento psicoterápico individual, atendimento clínico, atendimento mdicamentoso, plantio de ervas medicinais e verduras; além de atendimento aos familiares – individual e grupo e atividades esportivas (ginástica, musculação, futebol de campo, vôlei, tênis de mesa e natação).