Assentados pedem mais segurança na fronteira

 Prefeitura de Corumbá

  

 Assentados procuraram Prefeitura para pedir segurança

A questão da segurança pública na fronteira, uma preocupação que faz parte da agenda permanente do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, volta a ser tema de discussões, agora envolvendo os pequenos produtores rurais dos assentamentos rurais vizinhos à Bolívia.

Lideranças dos sitiantes pediram a intermediação da administração municipal para que se promova em Corumbá uma reunião com todos os órgãos de segurança, do Estado e da Bolívia, para tratar dos roubos que vêm ocorrendo nos assentamentos, inclusive de tratores.

Presidentes das associações de pequenos produtores dos assentamentos Taquaral, Tamarineiro I e II e Paiolzinho se reuniram na manhã desta quinta-feira com o secretário de Desenvolvimento Agropecuário, Ricardo Eboli, para pedir mais segurança.

“Hoje estão levando os nossos tratores e nossos veículos, amanhã pode ser o gado”, diz Zeferino Prestes, presidente da associação do Taquaral, onde, em novembro, ladrões roubaram um trator com implementos que pertencem à patrulha mecanizada do município.

Prioridade

O secretário Ricardo Eboli informou que, por determinação do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, duas patrulhas mecanizadas que atendiam os assentamentos na preparação do solo foram desativadas, por medidas de segurança e integridade física dos operadores.

“Embora não seja atribuição do município, a segurança tem sido uma das prioridades do prefeito, apoiando as ações da Polícia Militar e reestruturando a Guarda Municipal. Também tomou a iniciativa de um acordo de cooperação com os nossos vizinhos bolivianos”, disse Eboli.