Selo valoriza história de Corumbá e o Pantanal, diz Ruiter

 Prefeitura Municipal

  
Ato marcou lançamento do selo Edição Mercosul

A escolha de Corumbá para o lançamento nacional do selo Edição Mercosul: “Aves Autóctones – Coruja e Picapau”, pela ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) insere, mais uma vez, a região no contexto nacional de forma positiva, valorizando sua história e o Pantanal. A afirmação foi feita pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira durante o ato, realizado ontem à noite.

Além de Corumbá, onde foi instalada a primeira agência dos Correios e Telégrafos do Mato Grosso uno, em 1904, a cerimônia da ECT foi realizada em Cáceres (MT), Teresina (Piauí) e São Paulo. Como protagonista do lançamento, segundo Ruiter, Corumbá tem seu reconhecimento como centro pioneiro das comunicações e o Pantanal ganha novamente destaque e importância.

“Ato como este realça a nossa cidade e o Pantanal, um santuário ecológico que deve ser comemorado, debatido e preservado”, afirmou o prefeito. Ele lembrou que o Governo Federal também passou a enxergar a importância do bioma para a região, ao contemplar Corumbá com obras de infra-estrutura do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

Exposição

Ao discursar durante a solenidade, realizada no ILA (Instituto Luiz de Albuquerque), Ruiter Cunha também destacou a homenagem prestada pela ECT à Marinha do Brasil com o lançamento do selo comemorativo aos 200 anos do Grupo de Fuzileiros Navais. “A Marinha é um dos grandes parceiros do município, responsável, e muito, pelo atendimento social à nossa comunidade”, completou.

O lançamento dos selos, em parceria com a Prefeitura de Corumbá, foi feito pelo diretor regional da ECT/MS, João Rocha, que convidou o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira e o contra-almirante José Sidônio Daiha Moreira, comandante do 6° Distrito Naval, para a obliteração, ato simbólico de carimbação das peças. Também participaram da cerimônia o vereador Evander Vendramimi e oficiais da Marinha.

Os selos retratam a coruja-do-mato e o pica-pau-do-Parnaíba, aves autóctones (nativas) de países do Mercosul ameaçadas de extinção. O ato marcou a apresentação, em Corumbá, de uma coleção de selos sobre a preservação do meio ambiente, que será exposta até o dia 21, no ILA. Com a filatelia, os Correios registram não apenas a história, a cultura e a arte, mas a fauna e a flora do País.

Fuzileiros

Com essa emissão, segundo o diretor regional, a ECT também cumpre a missão de divulgar importantes instituições, e uma delas é o Corpo de Fuzileiros Navais, criada em 1808, com a chegada da Família Real Portuguesa. Hoje, a unidade militar é constituída por 15 mil fuzileiros. O grupamento do 6° Distrito Naval de Ladário, criado em 1932, é formado por 400 homens.

Prestigiaram a cerimônia os secretários municipais Daniel Martins Costa (Finanças e Administração), Haroldo Cavassa (Gestão Governamental), Ligia Baruki (Educação), Cássio Costa Marques (Desenvolvimento Sustentável), Carlos Porto (Turismo e Relações Institucionais) e Cleber Colleoni (Saúde), Luciene Deova (Meio Ambiente). Presente também o padre Ernesto Sassida, fundador da Cidade Dom Bosco.