Prefeitura faz campanha para evitar depredação ambiental

 Prefeitura de Corumbá

  

Faixas em espanhol para conscientizar também os bolivianos que transitam por Corumbá diariamente

Das cinco mil mudas de árvores plantadas em vias públicas este ano em Corumbá, pelo menos mil foram danificadas devido a atos de vandalismo e terão que ser substituídas. O alto índice de 20% é preocupante e fez com que a Prefeitura Municipal desencadeasse uma campanha em toda a cidade, como forma de conscientizar a população sobre a necessidade de evitar depredações desse tipo que, além de causar prejuízos financeiros aos cofres públicos, afetam principalmente o meio ambiente.

O trabalho está sendo desenvolvido por equipes da Secretaria Executiva de Meio Ambiente, ligada à pasta da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável. Faixas foram afixadas em vários pontos da cidade, principalmente cruzamentos de grande fluxo, pedindo apoio da população para preservação das árvores da cidade.

Segundo a secretária executiva de Meio Ambiente, Luciene Deová, Corumbá é uma cidade carente no que se refere a arborização. Lembra que foi esta estatística negativa que motivou o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira a lançar um programa para mudar a realidade, o “Corumbá mais verde”.

Luciene lembra que o programa abrange três subprojetos, Palmeiras Imperiais, Mancha dos Flamboyants e Arborização Urbana. Até um viveiro municipal foi implantado pela Prefeitura para produção própria de mudas de árvores nativas e ornamentais, evitando assim, aplicação de recursos na aquisição das mudas necessárias para tornar a cidade arborizada.

Cita que um dos subprojetos mais afetados por atos de vandalismo, está sendo Arborização Urbana. “Muitas mudas plantadas nas vias públicas, acabaram danificadas. Terão que ser substituídas e isto resulta em prejuízo”, diz Luciene. Ela lembra um trecho na rua Dom Aquino, entre Edu Rocha e Cyríaco de Toledo. Todas as mudas (pata de vaca) plantadas, foram destruídas.

A secretária lembrou que, com o início das chuvas, o projeto foi intensificado. A meta é realizar o plantio de oito mil mudas, das mais diferentes espécies, durante este período. “Infelizmente, ocorreram estes problemas, o que nos obrigou a realizar esta campanha de conscientização”, declarou.

A orientação, conforme a secretária, não é destinada apenas à população corumbaense. Atinge também bolivianos. “Estamos afixando faixas escritas em português e também em espanhol. Temos que conscientizar todas as pessoas que transitam pelas ruas de nossa cidade e os bolivianos também fazem parte desse público que queremos atingir”, explicou.

Além das faixas, equipes do setor de educação ambiental mantém uma rotina com palestras nas escolas, orientando os estudantes sobre os benefícios do programa de arborização para a cidade, para que os alunos sejam parceiros, colaborando na preservação ambiental.

Este trabalho foi reforçado justamente pelo fato que, conforme levantamento realizado pela secretaria, as mudas destruídas foram plantadas próximas a estabelecimentos de ensino, tudo indicando que são os próprios alunos que acabam danificando o patrimônio. Isto ocorreu na região da escola Clio Proença e agora próximo à escola Dom Bosco. Em outras regiões estes problemas não ocorrem.