Corumbá é destaque nacional na execução de obras do PAC

 Arquivo PMC

  
Pavimentação asfáltica entre as obras de saneamento integrado com cronograma avançado

Levantamento realizado pela Caixa Econômica Federal aponta que, em todo o Brasil, Corumbá é o município onde as obras de Saneamento Integrado do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) estão mais avançadas. “Em Brasília, Corumbá foi vista como cronograma de execução mais rápido de todo o país”, disse nesta manhã o governador André Puccinelli. O governador está na cidade para a assinatura de mais nove ordens de serviço referentes ao esgotamento sanitário.

Para o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, o resultado é reflexo do trabalho realizado com competência e seriedade. “Isso mostra que o município realiza suas atribuições com determinação e vontade. Mostra também a conscientização que não só o poder público, como toda a população, tem com a preservação do meio ambiente. O sistema de coleta e tratamento de esgoto não beneficia só o cidadão, mas também todo o eco-sistema, fator preponderante para a inclusão da nossa cidade no PAC”, afirmou Ruiter.

O prefeito lembra que, além do sistema de esgoto sanitário, fazem parte do pacote outras obras do PAC em Corumbá, ligadas ao programa de saneamento integrado que galerias e drenagem de águas pluviais, pavimentação asfáltica, construção de aparelhos urbanos em diversos bairros da cidade e região central, obras também em andamento e em ritmo acelerado.

Nestes serviços, os investimentos somam R$ 28.231.027,06, através do Programa de Saneamento Integrado I e II. Do total, R$ 4.234.654,06 são referentes a contrapartida da Prefeitura Municipal e R$ 23.996.373,00 do Governo Federal.

Visita

Durante entrevista coletiva no Aeroporto Internacional de Corumbá, Puccinelli revelou ainda que, na viagem à Europa, convidou o presidente Lula para visitar as obras realizadas na região. “Disse ao presidente que se ele viesse ao Mato Grosso do Sul para ver a execução do PAC, eu aconselharia que ele viesse a Corumbá”, continuou o governador.

As ordens de serviço assinadas hoje garantirão além da ampliação da ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) Olaria, a construção de seis estações elevatórias, a construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto, extensão da rede e a implantação de seis linhas de recalque. No total, os investimentos somam R$ 54.423.493,00.