Saúde anuncia medidas para evitar crescimento da dengue

O Ministério da Saúde anunciou uma série de medidas para o combate à dengue, entre elas, o investimento de cerca de R$ 1 bilhão em ações de prevenção e combate à doença. O governo vai contar com a ajuda das forças armadas para acabar com os focos do mosquito transmissor e para o tratamento das pessoas doentes.

Além disso, 300 professores de medicina e enfermagem treinados pelo Ministério vão agir como multiplicadores, levando conhecimento sobre a dengue para mais de trinta mil pessoas que atuam na área de saúde. Também vão ser testadas novas tecnologias, que permitem o rápido diagnóstico da doença e o mapeamento de possíveis surtos.

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, acredita que todas essas medidas, somadas ao apoio dos governadores e prefeitos, além da ajuda da população, podem levar à diminuição dos casos de dengue no País.

“Todo nosso esforço vai ser no sentido de que nós possamos, no ano que vem, fazer um balanço e comemorar redução de casos. Agora, o risco de situações como a que aconteceu no Rio de Janeiro, pode se repetir. Os governadores têm um papel importante de estar supervisionando, fiscalizando, estimulando e cobrando o desempenho adequado dos municípios”, ressaltou.

O ministro lembra que, até agosto de 2008, foram registrados 734 mil casos de dengue no País, um aumento de 42$ em relação ao mesmo período do ano passado. Esse aumento significativo, de acordo com Temporão, se deve principalmente ao surto da doença no Rio de Janeiro, onde foram registrados 240 mil casos de dengue apenas neste ano.