Garantidos R$ 8,5 milhões para o anel viário de Corumbá

 Foto: Prefeitura de Corumbá

  

 Anel viário na entrada da Popular Nova

O anel viário de Corumbá já está com recursos garantidos. Foi o que anunciou o governador André Puccinelli (PMDB), após retornar de Brasília, onde conseguiu aprovação de R$ 30 milhões em recursos federais para investimentos em obras prioritárias de transporte em Mato Grosso do Sul. Desse total, R$ 8,5 milhões são para a BR 262, na região pantaneira.

A confirmação aconteceu na reunião mantida com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, às 18h, em Brasília. Além do recurso já liberado, o ministro assegurou a liberação de mais R$ 20 milhões para a Implantação da BR-483 (Entroncamento da BR/497, Divisa MS/GO), após a apresentação do projeto executivo.

Hoje, em Campo Grande, o governador informou que o ex-secretário de Fazenda no governo Zeca do PT, ministro Paulo Bernardo, de Planejamento, tem sido o seu principal aliado em Brasília. A declaração foi feita durante ato na Assembléia Legislativa, quando o governador fez a entrega do projeto do orçamento de 2009 ao presidente Jerson Domingos.

André elogiou publicamente o ministro, o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (Corumbá), deputado Paulo Duarte e o senador Delcídio do Amaral. Segundo publicou o site Campo Grande News, o governador informou que Bernardo é o “quarto senador de Mato Grosso do Sul” e agradeceu o empenho de Delcídio, Paulo Duarte e Ruiter Cunha pela liberação de R$ 8,5 milhões para as obras do anel.

Segundo o prefeito, a verba será usada na implantação do anel que permitirá a retirada do trânsito pesado da área central de Corumbá. Paulo Duarte lembrou que a obra vem sendo anunciada desde o primeiro mandato do prefeito Eder Brambilla, em 1997. “Muita gente tirou fotografia anunciando a obra”, disse o deputado, festejando a liberação dos recursos “para efetivamente concluir o projeto”, acrescentou.

Obras

A verba anunciada por André serão aplicadas na duplicação da Travessia Urbana de Dourados na BR-163 (Trecho MS/PR a MS/MT), com R$ 12,5 milhões; duplicação da BR-262 (Construção do Anel Viário de Corumbá), com R$ 8,5 milhões; duplicação da BR-158 (Contorno de Aparecida do Taboado que dá acesso à Ponte sobre o Rio Paraná) com R$ 5 milhões e duplicação da BR-376 (Contorno de Nova Andradina), com orçamento de R$ 4 milhões.