Corumbá ganha novo Fórum nesta sexta-feira

  
Novo prédio construído com apoio da Prefeitura

O novo Fórum de Corumbá será inaugurado nesta sexta-feira, em solenidade programada para às 16h. O prédio, construído pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul e contou com a parceria da Prefeitura Municipal, que liberou R$ 1 milhão para a sua edificação, apresenta uma estrutura moderna, com destaque para a preocupação com a segurança e a privacidade dos magistrados e a acessibilidade aos locais do prédio para os portadores de necessidades especiais.

A nova edificação é três vezes maior que o antigo Fórum, construído em 1950 e o processo para a sua construção teve início em 2005, ainda na gestão do desembargador Claudionor Miguel Abss Duarte e, agora, na administração do desembargador João Carlos Brandes Garcia, a obra será inaugurada.

O novo Fórum tem capacidade para abrigar 10 varas. A obra demorou aproximadamente dois anos para ser concluída, devido a imprevistos de ordem técnica, por ocasião das escavações da fundação do prédio. Se não fosse esse imprevisto, ela teria sido entregue em março deste ano.

Conta com três pavimentos, todos atendidos por escadas, rampas e elevadores, além de todas as demais atividades administrativas diretamente relacionadas à prestação jurisdicional. Inicialmente, serão transferidas as seis varas existentes no município, além da implantação da Vara da Fazenda Pública e de Registros Públicos, que teve sua instalação autorizada por meio do Provimento nº 156, publicado no Diário da Justiça do dia 1º de outubro.

Cada vara possuirá o gabinete do magistrado, um arquivo privativo, uma sala para audiência, salas para assessores, além de uma sala para o cartório com mini arquivo e hall com sala de espera. O tribunal do júri terá capacidade para 100 pessoas.

Terá ainda serviço de segurança e monitoramento das pessoas que entram e saem do prédio, com 64 câmeras espalhadas pelas áreas de circulação, destacando-se 14 câmeras com lentes infravermelho, possibilitando a captura de imagens à noite. Elas estarão espalhadas em pontos estratégicos, ampliando a segurança para os jurisdicionados e magistrados.

O prédio está localizado na Rua 21 de setembro s/n, esquina com a Rua Gonçalves Dias.