Aumenta infestação de mosquito e Saúde Pública está em alerta

Corumbá fechou o mês de setembro com um índice de 1,04% de infestação predial do mosquito transmissor da dengue. Foi o que apresentou o Levantamento do Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) realizado pela Secretaria Executiva de Saúde Pública, que está preocupada com o aumento da incidência e já alerta a população sobre a necessidade de manter imóveis limpos, livres de recipientes que possam acumular água, apropriado para a proliferação do Aedes.

Segundo a gerente de vigilância em saúde, Viviane Ametlla, a Prefeitura está redobrando as atenções para evitar aumento dos focos do mosquito. Ela explica que 1,04% já está acima do aceitável pela Organização Mundial de Saúde que é de até 1%. “Por isso mesmo, todo cuidado é pouco, principalmente agora, com as chuvas”, explicou.

Equipes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e agentes de Saúde da Família já realizam um trabalho junto à comunidade, no sentido de conscientizar a população sobre os riscos da doença. “A orientação é para manter os quintais limpos, evitando proliferação do mosquito. A limpeza tem que ser constante”, diz Viviane, lembrando que a Prefeitura já prepara uma força tarefa, com integrantes das pastas de Saúde, Infra-Estrutura, Educação e Assistência Social, no sentido de realizar um trabalho, para evitar surgimento de casos da dengue.

“Estamos preocupados com as crianças e com as pessoas que possuem baixa imunidade. Elas estão mais expostas a se contaminarem e, com a chuva, a atenção deve ser redobrada. O Poder Público tem feito a sua parte, mas a população também deve estar engajada. É importante que esteja conscientizada, mantendo quintais limpos, eliminando os focos do mosquito”, reforça.