Programa de saúde bucal atende idosos do Conviver

 Prefeitura de Corumbá

  
Atendimento foi iniciado hoje e vai até dia 13

A Prefeitura iniciou hoje, quarta-feira, um programa destinado à melhoria da saúde bucal dos idosos do Conviver, através do projeto Envelhecer Sorrindo. A ação faz parte de uma estratégia coordenada pela Secretaria Executiva de Saúde, como parte da Campanha de Adequação da Saúde Bucal para a Melhor Idade, iniciada em Corumbá em 2007, quando foram atendidos os internos do Asilo São José.

O projeto será desenvolvido até o dia 13 de agosto, com atendimento diário, em um consultório montado na sede do Conviver, mantido pela Secretaria Executiva de Assistência Social. Hoje pela manhã, um ato marcou o início dos trabalhos e contou com as presenças dos secretários Lamartine Figueiredo Costa, de Assistência Social; Cléber Colleone, Saúde; Lígia Maria Baruki e Melo, Educação, e da secretária especial de Integração das Políticas Sociais, Beatriz Cavassa de Oliveira.

O atendimento está sendo feito por um dentista e uma auxiliar, que contam com um gabinete portátil, instalado em uma das salas do Conviver, dotado de toda infra-estrutura necessária para o serviço. O odontólogo Wagner Massaruá está à frente dos trabalhos. Ele é especialista no atendimento a pacientes especiais, com hipertensão, problemas cardíacos e diabetes, entre outros, bem como a crianças portadoras de deficiência, que freqüentam a APAE.

Ele explicou que estão sendo disponibilizados todos os procedimentos odontológicos, no entanto, os paciente com casos mais complexos (próteses, por exemplo), são encaminhados para o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), da rua Colombo.

“Hoje – continuou – vamos fazer uma triagem, examinando os pacientes, para termos um diagnóstico de cada um. Após isto, pela ordem de urgência, iniciaremos o tratamento. Os atendimentos serão básicos, como obturações, pequenas cirurgias, extração, restaurações, raspagens, entre outros procedimentos”. Segundo ele, deverão ser atendidos cerca de 35 pessoas ao dia. Hoje, o Conviver conta com 350 pessoas cadastradas, todas acima de 60 anos.

O coordenador de Saúde Bucal da Prefeitura, Zacaria Yaya Omar, informou que serão disponibilizadas também palestras sobre saúde bucal, além de orientações de “como se fazer o auto-exame, entre outros procedimentos importantes para a saúde bucal”.

Qualidade de vida

Para o secretário de saúde, Cléber Colleone, a ação iniciada em 2007, é importante e “garante melhor qualidade de vida às pessoas dessa faixa etária”. Explicou que facilita o acesso aos serviços odontológicos e que a idéia é desenvolver um trabalho itinerante, atendendo moradores que não disponibilizam desse serviço em suas regiões.

Lamartine também destacou a ação. Lembrou que, como dentista, a exemplo de Colleone, sabe da importância de se realizar procedimentos como os iniciados hoje, e por profissionais especialistas, como é o caso do dentista Wagner Massaruá. “Trata-se de um procedimento de maior complexibilidade e que necessita de uma atenção toda especial. É isto que está sendo disponibilizado às pessoas que freqüentam o Conviver”, explicou.