Parceiros discutem estratégias para fortalecer ainda mais setor

 Prefeitura de Corumbá

  
Reunião foi importante para garantir maior avanço do setor pesqueiro

O Secretário Executivo de Turismo, Carlos Porto, técnicos da Setur e empresários do segmento da pesca, estiveram reunidos na manhã desta terça-feira, para discutir problemas e traçar estratégias para o setor. Participaram também da reunião o Capitão dos Portos, Ângelo Maranho e a vereadora Cristina Lanza. É prioridade para a Prefeitura Municipal fortalecer o turismo de pesca no município.

Carlos Porto disse que desde o início da gestão do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, a Setur tem buscado diversificar o destino Corumbá, através dos eventos, de produtos como o Centro de Convenções, mas que continua apoiando o turismo de pesca, único setor consolidado na cidade.

Uma das principais reivindicações dos empresários é uma aeronave de grande porte para operar na cidade, que atenda as necessidade da pesca ou que a Trip Linhas Aéreas volte a operar com duas aeronaves diariamente. “Com o vôo noturno da Trip temos a possibilidade de fazer conexão com os grandes centros e fica mais fácil na hora de fechar os grupos e vender os pacotes”, explicou o presidente da Acert, Geraldo dos Santos Veríssimo Junior.

Porto explicou que o município está buscando meios para reverter essa situação. “Estamos vivendo uma crise aérea mundial. Manter um vôo diário em Corumbá, inclusive nos fins de semana, é uma vitória. Mas não estamos satisfeitos, o prefeito e eu estivemos em Brasília recentemente, em reunião com o Ministro da Defesa Nelson Jobim, para buscar apoio e solução para os nossos problemas”, explicou o secretário.

Outro ponto questionado pelos empresários são as leis de navegação do rio Paraguai, que se chocam com questões ambientais e prejudicam o setor. Porto vai solicitar uma reunião com senador Delcídio do Amaral, o Instituto Chico Mendes, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), com o objetivo de buscar alternativas para que o setor opere normalmente, mas sem esbarrar nas questões ambientais.  

Uma nova reunião está marcada para o dia 30 de julho na qual o segmento vai apresentar uma proposta de folheteria para divulgar e buscar o fortalecimento do segmento de pesca.