Curso de Gestão Social vai atender juventude corumbaense

Uma parceria entre a Prefeitura Municipal e a Associação de Apoio ao Programa Capacitação Solidária (AACS) vai permitir a realização em Corumbá, do Curso em Gestão de Projetos Sociais, com o objetivo de desenvolver, mobilizar e transferir recursos, tecnologias de gestão social e de educação, para o fortalecimento de organizações que promovam a inclusão social e o combate à pobreza das comunidades dos bairros Guarani, Guanã I e II e Nova Corumbá.

O projeto tem como foco prioritário a juventude corumbaense e será desenvolvido pela AACS em conjunto com as Secretarias de Ações Sociais e Executiva de Assistência Social. O curso acontece durante todo o mês de agosto no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS II), da Nova Corumbá, com aporte financeiro da Enersul.

Segundo a psicóloga Penélope Dawkler Hiran de Morais, supervisora do projeto, o curso é gratuito e direcionado a presidentes de associações de moradores, associações de mães, entidades católicas ou evangélicas, além de outras instituições que atuam na área social.

O curso é dividido em quatro módulos. O primeiro se refere a Introdução à gestão social (Gestão social pública: conceitos, mitos, desafios e especificidades; Os desafios no enfrentamento da pobreza no Brasil; Desenvolvimento local e gestão pública municipal; Parcerias e redes sociais: a importância da ação articulada, e Diagnóstico: a importância da pesquisa e dos dados para o conhecimento e superação do senso comum).

O segundo é sobre Planejamento e elaboração de projetos sociais (A importância do planejamento no desenvolvimento de projetos sociais: o projeto dentro da lógica do planejamento; O diagnóstico, potencialidades e fragilidades: a construção da árvore de problemas e a análise do envolvimento; Delimitando o foco do projeto: construindo a árvore de objetivos e escolhendo a melhor alternativa de ação, e Elaborando um projeto: a estrutura básica de um projeto social).

O módulo três foca Desenvolvendo a gestão social: competências e habilidades (As funções gestoras: planejamento, organização, coordenação, direção e controle; Perfil gestor: requisitos da contemporaneidade; Comunicação institucional e marketing social: recursos de oxigenação organizacional e mobilização social; Negociação: dialogando para convencer; Gestão compartilhada: a questão da parceria e das redes em seus aspectos práticos; Orçando um projeto social, e Prestação de contas: a dimensão financeira dos resultados).

O quarto módulo é sobre Monitoramento e avaliação de projetos sociais (Pressupostos, bases conceituais e históricas da avaliação; Objetivos, relevância social e política da avaliação; Abordagens e fases da avaliação; Indicadores de monitoramento, resultados e impactos; Instrumentos e técnicas de registro e coleta de dados; Avaliação participativa, e Planejamento e avaliação).

O curso

O curso Gestão Social é realizado pela associação desde 1997. Já contribuiu para o fortalecimento de 3.266 organizações da sociedade civil, que atuam na área social, em 434 municípios de 25 estados. “Através da utilização de exposição dialogada, trabalhos em grupo, dinâmicas de motivação, fornecendo instrumentos técnicos e aplicando exercícios, conseguimos auxiliar 5.486 profissionais, que estiveram nos 160 cursos já realizados, a obter melhorias significativas na gestão de suas entidades”, diz a psicóloga.

O curso será iniciado no dia 8 de agosto, uma sexta-feira, e concluído em 31 de agosto, com duração de 120 horas, com carga horária dividida em 88 horas de aulas presenciais e 32 horas de pesquisa e trabalho em grupo. As inscrições foram abertas no dia 7 de julho e podem ser feitas até 21 de julho, no CRAS II da Nova Corumbá.

A Associação

A Associação de Apoio ao Programa Capacitação Solidária, responsável pela implementação e administração do Programa Capacitação Solidária (PCS), é uma organização de reconhecida competência no desenvolvimento de programas de capacitação de jovens e de profissionais da área social, no apoio e fortalecimento de organizações da sociedade civil, executoras das ações e na administração de projetos de capacitação.

Tem como missão mobilizar, articular e transferir recursos, tecnologias de gestão social e educação para o fortalecimento de organizações sociais que promovam a inclusão social e o combate à pobreza, com foco prioritário na juventude. A estratégia é identificar, estimular, apoiar, monitorar e avaliar a execução de cursos de educação profissional básica para jovens, além de implementar ações que contribuam para o desenvolvimento de competências de gestores sociais.