Conferência vai discutir os direitos da pessoa com deficiência

 Prefeitura de Corumbá

  
Prefeitura já desenvolve ações para garantir acessibilidade

Corumbá realiza nos dias 10 e 11 de julho a I Conferência Municipal da Pessoa com Deficiência. O evento é uma promoção da Prefeitura, através da Secretaria de Ações Sociais e Secretaria Executiva de Assistência Social. O tema será “Inclusão, participação e desenvolvimento: Um novo jeito de avançar” e é preparatória para a Conferência Estadual das Pessoas com Deficiência.

A realização, segundo Lamartine Figueiredo Costa, secretário executivo de Assistência Social, será importante para a definição de políticas públicas, voltadas para a “promoção e garantias dos direitos humanos”. Para tanto, estão convidados a participar da conferência, representantes dos mais diferentes segmentos da sociedade. Além de pessoas portadoras de deficiência e seus familiares, são aguardados profissionais que atuam na área, gestores públicos, líderes comunitários, entre outros representantes de segmentos locais.

O evento será no anfiteatro do Colégio Salesiano de Santa Teresa. A abertura está programada para às 14h30 e, já neste primeiro dia, serão abordados assuntos importantes para o setor, como a Convenção Internacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, o Plano de Ação da Década das Pessoas com Deficiência, além da Agenda Social de Inclusão das Pessoas com Deficiência e o Controle Social.

Para o segundo dia estão programadas três mesas redondas. Na pauta, a Saúde, Reabilitação Profissional e Acessibilidade; Educação, Trabalho e Acessibilidade, e Mobilidade e Acessibilidade, temas importantes para a definição das propostas que serão levadas à apreciação da plenária, e encaminhadas à Conferência Estadual. O encerramento será às 17h, com eleição dos delegados que representarão Corumbá no evento regional.

Estatística

Pesquisas aponta que, nas Américas, cerca de 90 milhões de pessoas possuem algum tipo de deficiência. No Brasil, de acordo com o IBGE, números mostram que cerca de 25 milhões de pessoas, 14,5% da população têm deficiência. Além disso, perto de de 90% dessas pessoas estão fora do mercado de trabalho e mais de 70% se encontram abaixo da linha de pobreza.