Arraiá movimenta o dia dos idosos no Conviver

 Prefeitura de Corumbá

  
Beatriz diz que idosos são exemplos de alegria

A quarta-feira foi um dia diferente para as pessoas que participam das atividades do Centro de Convivência dos Idosos – Conviver. Junto com um grupo de 90 pessoas de Dourados, elas participaram do Arraiá da Melhor Idade, como parte das festividades juninas de Corumbá. Foram momentos de integração presenciados inclusive pela primeira dama Beatriz Cavassa de Oliveira, secretária especial de Integração das Políticas Sociais.

Ela representou o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, “que gostaria muito de estar aqui, vivendo este momento de grande alegria, de festa junto com todos vocês. Mas, devido a agendas em Campo Grande, não pode estar presente”, afirmou Beatriz, logo após a bênção do padre Paulo Giácomo, vigário da Igreja Nossa Senhora Auxiliadora. “Esperamos que todos vocês continuem nos presenteando. Vocês são exemplo de alegria”, completou.

Presente ao evento, o secretário executivo de Assistência Social, Lamartine Figueiredo Costa, destacou a importância da festa. “Nós temos aqui 250 pessoas, de Corumbá e de Ladário, que freqüentam o Conviver. Hoje, é um dia especial. Estamos recepcionando um grupo de 90 pessoas que integram o centro de idosos de Dourados, uma verdadeira integração que momentos como este possibilita”, disse.

O Arraiá da Melhor Idade iniciou cedo. Às 09h, o grupo de Corumbá e de Ladário já movimentava o Conviver. Após a bênção, com o grupo de Dourados, foi servido um almoço aos presentes. Para a coordenadora do centro, Renata Papa, a festa foi completa. “Começou ontem com a chegada do pessoal de Dourados. Fomos para a avenida (General Rondon) e eles esbanjaram alegria. E estes bons momentos estão continuando hoje”, destacou.

Cerca de 400 pessoas participaram da festa. Além de comida e bebidas típicas, os presentes contaram com atividades culturais, como música ao vivo e apresentação do grupo de dança Raízes, do CRAS I, formado por mulheres atendidas pelo programa. O pessoal de Dourados também fez sua parte, através de uma apresentação de dança típica da região, e do grupo de capoeira, integrado pelos idosos.