Saúde pede participação da população na luta contra raiva

O surgimento de dois novos casos de raiva animal na Bolívia faz com que o setor de saúde pública da Prefeitura de Corumbá redobre as atenções, reforçando inclusive as ações de conscientização junto à população corumbaense. Os resultados dos exames encaminhados pela Secretaria Executiva de Saúde, através do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) a Campo Grande, foram confirmados no final da tarde de ontem, terça-feira, e hoje, pela manhã, equipe da Gerência de Vigilância em Saúde esteve no país vizinho, para comunicar o fato e definir ações conjunta de combate ao problema.

Segundo a gerente Viviane Ametlla, os dois casos são de Puerto Quijarro, um gato, e Puerto Suarez, um cão. “Eles chegaram a atacar pessoas”, disse, focando a necessidade de intensificar as ações. Viviane informou também que, no sábado, deve ser realizado um trabalho na Bolívia. “Estamos apenas aguardando uma confirmação por parte das autoridades bolivianas para fazer o trabalho”, disse.

Este é o décimo primeiro caso de raiva este ano na Bolívia. Em Corumbá, já foram registrados quatro. Diante disso, Viviane voltou a pregar a necessidade da população se engajar definitivamente na luta contra a doença. Segundo ela, o “Poder Público está fazendo a sua parte dele, mas a comunidade precisa também dar a sua parcela de contribuição, não deixando, principalmente, animais soltos às ruas”. Lembra que a maioria dos casos são de animais de rua e que, aquele que é doméstico, quando sai, estará sujeito a contrair a doença, já que o vírus está circulando na região, “trazendo o problema para dentro da casa de seu dono”, complementa.

Faz um alerta e pede aos donos para que fiquem atentos a qualquer alteração no comportamento do animal e qualquer alteração, como irritação ou retração, deve entrar em contato com o CCZ pelo telefone 3233-2783. Em caso do ser humano ser atacado pelo animal, lavar imediatamente o local da mordida ou do arranhão com água e sabão, e procurar os postos de saúde mais próximo, ou mesmo o pronto-socorro.