Prefeitura Municipal de Corumbá

Portal da
Prefeitura de Corumbá
Acompanhe:          


Turista

 
Corumbá, cidade pantaneira!

Corumbá guarda preciosos registros históricos e arquitetônicos dos seus belos casarões e sobrados em estilo europeu do século XIX, tombados pelo Patrimônio Histórico Nacional, com Igrejas centenárias, praças históricas e portuária, museus, casas de arte e cultura, fortes com seus canhões, erguidos em estratégia para a defesa da nação brasileira quando em guerra com espanhóis e paraguaios e acessos às ladeiras que compõem o cenário dessas lutas e de seus heróis.

 

Destaque para a beleza do Casario do Porto, os passeios fluviais e pescaria, a Via Crucis com estátuas de cimento em tamanho natural retratando a Paixão e Morte de Cristo no ponto mais alto da cidade, Morro São Felipe, com visão panorâmica de Corumbá, Ladário e das cidades vizinhas de Quijarro e Puerto Suarez, na Bolívia.

 

Falar das compras de artesanatos locais, de artigos importados no livre comércio na Bolívia, e, principalmente, da oportunidade de realizar o maior safári fotográfico oferecido ao turista em pleno Pantanal Sulmatogrossense, que a Estrada Parque.

 

São 120 Km de extensão, com dezenas de pontes de madeira que servem como mirantes para a observação de tucanos, papagaios, maritacas, gralhas, colhereiros, tuiuiús, garças, seriemas, carcarás, gaviões, socós, cabeças secas e biguás, canários, cardeais, bem-te-vis, joão de barros, maguaris, macacos, queixadas, cotias, guachinins, veados, jacarés, sucuris, capivaras e inúmeras outras espécies.

 

Há, também, a possibilidade de atravessar uma comitiva, observando a habilidade dos vaqueiros pantaneiros na condução do gado, as viagens das comitivas em sua lida nas fazendas do Pantanal com verdes pastagens, repletas de aroeiras, perobas e angicos, piúvas rosas e amarelas, pés de bocaiúva, ximbuvas e acuris, palmeiras, figueiras, camalotes e tantas outras... Peixes de todas as formas e tamanhos: piranha, pacu, pintado, dourado, cachara, curimbatá, jaú e piau.