Notícias Notícias

 

Carnaval gerou 1.400 empregos temporários e atraiu mais de 8,3 mil turistas

23 de Fevereiro de 2015 - 15h28

Dados foram apresentados pelo prefeito Paulo Duarte (Foto: Clóvis Neto) Dados foram apresentados pelo prefeito Paulo Duarte (Foto: Clóvis Neto)

“O carnaval, além do aspecto cultural, é fundamental para a economia e para o turismo da cidade”. A afirmação do prefeito Paulo Duarte é respaldada pelos números apresentados nesta segunda-feira, 23 de fevereiro, que mostram como, onde e quanto a população e os comerciantes locais se beneficiaram com a festa popular mais animada do Estado.

 

“Somente os turistas, que vieram em maior número este ano, deixaram na cidade mais de R$ 5 milhões. E ainda temos que considerar os moradores de Corumbá. E outra informação também importante é que durante este período foram criados 1.411 empregos temporários na cidade”, destacou o chefe do Executivo municipal.

 

Só as 10 escolas de samba da cidade investiram R$ 519,1 mil no pagamento de mão de obra, praticamente toda contratada na própria cidade. Outros R$ 145,1 mil foram usados para comprar materiais diversos no comércio corumbaense. “A Prefeitura fez um repasse de R$ 600 mil para as agremiações e, só nestes dois itens, elas deixaram na cidade R$ 664,2 mil. Ou seja, o dinheiro acaba ficando aqui mesmo no Município”, destacou Paulo.

 

Durante a coletiva de imprensa realizada nesta manhã, o prefeito também destacou o crescimento no número de turistas que vieram à cidade pela primeira vez. “Foram 8.340 pessoas que chegaram à cidade, isso apenas entre às 8h e 18 horas dos dias 12,13 e 14. Na realidade, essa quantidade deve ser ainda bem maior”, observou. Em 2014, a quantidade foi de 8.206.

 

Em média, cada turista gastou R$ 129 por dia de festa. Já o morador da cidade gastou um pouco menos, cerca de R$ 70 diariamente. “Tudo isso demonstra que Corumbá tem força e tradição de Carnaval, principalmente pela forte participação popular. A Prefeitura cumpriu seu papel de organizar a festa e, como os números demonstram, a população local é a mais beneficiada”, concluiu Duarte.

 

O secretário de Governo, Marcio Cavasana, a diretora-presidente da Fundação de Turismo, Hélènemarie Fernandes, o diretor-presidente da Fundação de Cultura em exercício, José Antônio Garcia, e a vereadora Cristina Lanza participaram da entrevista.

 

Resultado

 

Sobre o resultado do desfile das escolas de samba filiadas à Liesco (Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá), o prefeito pediu “transparência e lisura em todo o processo” e garantiu que vai apoiar o que as agremiações decidirem. “Queremos que esta situação seja resolvida entre as escolas, que poderiam aproveitar este momento para esclarecer e revisar outros critérios adotados pela Liga”, sugeriu.

 

“O que não vamos abrir mão é da prestação de contas da verba repassada às entidades. Fora isso, a Prefeitura não tem nenhuma interferência no desfile. O que queremos, repito, é lisura e transparência. Não pode ficar nenhuma dúvida sobre o resultado dos desfiles”, concluiu o chefe do Executivo municipal. 


Voltar Imprimir Enviar Por Email

Notícias Outras Notícias

 

Campanhas Campanhas

 
http://do.corumba.ms.gov.br/corumba
Ouvidoria Geral
Ouvidoria da Saúde