Notícias Notícias

 

Boletim epidemiológico traz ações do Município contra o Aedes aegypti

10 de Janeiro de 2018 - 08h35

Boletim epidemiológico da Vigilância em Saúde divulgado nesta terça-feira, 09 de janeiro, mostra que ao longo de todo o ano passado (da semana 1 até a semana 52) em Corumbá foram notificados 584 casos suspeitos de Dengue e 33 confirmados. 

 

Com base nos casos notificados e confirmados, e no resultado do 6º LIRAa, que foi de 1,5%, as equipes da Secretaria Municipal de Saúde realizaram bloqueios químicos e borrifação com a bomba costal em 305 imóveis nas micro áreas UPA, Linha Férrea, TV Morena e Transamérica. Foi realizado bloqueio mecânico na micro área UPA.

 

O boletim epidemiológico número 44 traz ainda informações referentes ao Zika Vírus; Chikungunya; Leishmaniose e do monitoramento de doenças diarreicas agudas, conjuntivite acidentes e Violência.

 

Vírus Zika


Até a semana 52 de 2017 foram notificados 139 casos suspeitos e 10 casos confirmados.

 

Chikungunya


No município de Corumbá até a semana epidemiológica 52 de 2017 foram notificados 93 casos de Chikungunya no município e 14 casos confirmados.

 

Leishmaniose


Até a semana epidemiológica 52 de 2017, foram confirmados 13 casos de Leishmaniose Visceral nos bairros Jardim dos Estados, Jardinzinho, Popular Velha, Previsul, Dom Bosco, Centro América, Cristo Redentor, Universitário, Região de Porto Morrinho, Cravo Vermelho e 02 óbitos, nos bairros Maria Leite e Guatós. Foi confirmado também 01 caso de Leishmaniose Tegumentar no Centro.

 

Influenza


Até o momento no Município foram confirmados por laboratório 09 casos de H3 sazonal e 01 caso de H3 sazonal por vínculo epidemiológico.

 

Monitoramento de doenças diarreicas agudas


Até a semana 52 foram registrados 4.394 casos de Doenças Diarreicas Agudas. Destes, 225 ocorreram crianças menores de 01 ano; 1.080 em crianças de 1 a 4 anos; 468 casos em criança de 5 a 9 anos e 2.532 casos em crianças com mais de 10 anos.

 

Acidentes e Violência


Na semana epidemiológica 52 foram realizados 25 atendimentos de pessoas em situação de violência nas unidades de saúde da REDESUS, com preenchimento da ficha de notificação de violência.

 

Os acidentes e as violências correspondem às causas externas de morbidade e mortalidade. Acidentes englobam as quedas, o envenenamento, o afogamento, as queimaduras, o acidente de trânsito, entre outros. Violências são eventos considerados intencionais e compreendem a agressão, o homicídio, a violência sexual, a negligência/abandono, a violência psicológica, a lesão autoprovocada, entre outras. Tanto os acidentes quanto as violências são eventos passíveis de prevenção.

 

Conjuntivite

 

Na semana 52 foram notificados 14 casos de conjuntivite viral. A conjuntivite é a inflamação da conjuntiva, membrana transparente e fina que reveste a parte da frente do globo ocular (o branco dos olhos) e o interior das pálpebras. Em geral, ataca os dois olhos, pode durar de uma semana a 15 dias e não costuma deixar sequelas. Ela pode ser aguda ou crônica, afetar um dos olhos ou os dois.


Voltar Imprimir Enviar Por Email

Notícias Outras Notícias

 

Campanhas Campanhas

 
Ouvidoria Geral
216-banner-ouvidoria-01