Notícias Notícias

 

Associação promove passeio ciclístico com apoio da Prefeitura de Corumbá

12 de Março de 2018 - 15h51

Ciclistas pedalaram por quase duas horas em comemoração ao Dia Internacional da Mullher. (Foto: Divulgação) Ciclistas pedalaram por quase duas horas em comemoração ao Dia Internacional da Mullher. (Foto: Divulgação)

Para homenagear as mulheres, ainda em comemoração ao Dia Internacional da Mulher (08 de março), a Associação de Ciclismo do Pantanal promoveu o passeio ciclístico “Tudo Pelas Mulheres – TPM”, na manhã de domingo, dia 11. O evento contou com apoio da Prefeitura de Corumbá, através da Fundação de Esporte de Corumbá (FUNEC) e da Agência Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat). Este foi o primeiro passeio ciclístico organizado pela Associação em parceria com o Município. Foram quase duas horas de pedaladas, proporcionando saúde e bem-estar aos mais de 50 participantes, em sua maioria mulheres.  Compareceram esportistas de diversos grupos de ciclismo de Corumbá e Ladário.

 

A manhã estava tranquila, sem muito sol e com todos os ciclistas devidamente munidos com equipamentos de proteção como capacete, óculos, luvas e demais acessórios, além de água. A concentração da equipe começou às 07 horas em frente ao Poliesportivo da Porto Carrero. A largada aconteceu por volta das 08h, com sorteio de mais de vinte brindes de apoiadores que acreditaram e apoiaram o evento, a maior parte deles destinada ao público feminino. Canecas, porta-trecos, camisetas, maquiagem, corte de cabelo, kit churrasco, kit de escola de línguas, dentre outros fizeram parte dos produtos sorteados.

 

Saindo da concentração, os esportistas seguiram pela rua Albuquerque, entrando pela ciclovia na avenida Gaturama em direção ao portal de entrada da cidade, onde foi feita a primeira parada. Em seguida, o grupo partiu pela MS 428 até o Posto Lampião Aceso, onde foi realizado o segundo descanso. Os ciclistas retomaram o passeio em direção à cidade, entraram no Anel Viário e na altura da Escola Municipal Almirante Tamandaré fizeram a terceira parada. Depois de recarregar as energias, a equipe seguiu pela BR 262, em direção à rua 21 de Setembro, finalizando o passeio no Poliesportivo, ponto de concentração.

 

 

Mulheres e a bicicleta


No final do século XIX, quando as bicicletas começaram a ser moda, especialmente nos Estados Unidos e na França, as mulheres ainda eram consideradas frágeis demais para pedalarem. Em 1894, Annie Kopchovsky topou desafio de dois clubes masculinos de bicicleta de Boston e realizou a primeira volta ao mundo de bicicleta feita por uma mulher. Em 1881, mulheres se uniram para exigir uma vestimenta mais leve para poderem pedalar. Apesar da discriminação e dos esforços da sociedade em pedir às mulheres para voltarem para casa, foi um movimento sem volta: cada vez mais aumentava o número de mulheres usando bicicletas.

 

A primeira mulher a participar de competições de ciclismo foi Alfonsa Rosa Maria Morini, italiana e primeira ciclista a disputar corridas com homens. Nascida em 1891, em família pobre, recebeu ultimato dos seus pais quando estes descobriram que ela pedalava escondido: ou ela desistia disso, ou se casava e saía de casa. Ela partiu para a segunda opção, casando aos 14 anos com Luigi Strada, mecânico que comprou uma bicicleta para ela de presente de casamento.

 

Alfonsina, como era conhecida, participou das famosas corridas do Giro da Lombardia e o Giro D’Itália. Em 1924, no Giro D’Itália, disputou contra 90 homens. Nem a metade dos participantes conseguiu concluir a prova de 3.613 km, divididos em 12 etapas. A intensa corrida foi completada apenas por 30 ciclistas, entre eles a única mulher: Alfonsina Strada. A bicicleta, por muitos anos, foi vista como meio de emancipação feminina e seu uso influenciou mudanças no dia a dia da mulher e das famílias.

 

Hoje, a medicina reconhece vários benefícios do ciclismo para as mulheres. A prática permite que o sangue circule mais rapidamente chegando ao cérebro e diminuindo assim o nível de angústia, ansiedade e também do estresse. Além disso, proporciona emagrecimento, baixa índices calóricos e estimula alimentação saudável. O ciclismo otimiza relações sexuais, tanto para homens quanto para mulheres, já que tonifica vasos das regiões das coxas e pernas, irrigando órgãos genitais e região pélvica, contribuindo para melhor desempenho sexual.

 

Esse esporte aumenta sensação de bem-estar porque estimula os processos de liberação das endorfinas, que são elementos responsáveis pela sensação de felicidade e satisfação. Evita o infarto, reduz a pressão arterial, aumenta a imunidade, melhora a respiração e promove boa forma. (Com informações Revista Bicicleta).


Voltar Imprimir Enviar Por Email

Notícias Outras Notícias

 

Campanhas Campanhas

 
Ouvidoria Geral
216-banner-ouvidoria-01